Richard Lafrance

Aos 18 anos, Richard Lafrance decidiu que o negócio da música seria parte da sua vida cotidiana. A forma dessa paixão se daria de repente quando ele fez uma grande descoberta: o álbum Catch a Fire, de Bob Marley & The Wailers. Os ídolos que abalaram sua juventude foram rapidamente ocultados pelo som exuberante e sedutor vindo da Jamaica nos anos 70. Nos anos 80 ele começou a viajar frequentemente para a Jamaica. Foi crítico de reggae durante 10 anos para o Voir (jornal semanal gratuito de Montreal), e em 1990, criou o programa de reggae Basses Fréquences (Baixas Frequências) na rádio comunitária de Montreal, a CIBL FM. Seu crescente interesse pela música soca do leste do Caribe o levou três vezes ao carnaval de Trinidad e Tobago. Hoje em dia, música steelpan, calipso, parang, groovy e power soca têm todas um lugar no seu coração junto aos seus primeiros amores jamaicanos: mento, ska, rocksteady, reggae de raiz e dancehall. Richard Lafrance não pode negar que ele e o reggae se tornaram apenas um.